Vigilância da Saúde Infantil e Juvenil

Guia das Consultas

EXAMES DE SAÚDE OPORTUNISTAS:
  • As idades recomendadas não são rígidas.
  • Em consulta por outro motivo, próximo da idade chave, se situação clínica permitir: efetuar exame indicado para a idade.
NOC - Programa Nacional de
Saúde Infantil e Juvenil
Direção-Geral da Saúde

PDF (4 MB)

Programa Nacional para a Vigilância da Gravidez de Baixo Risco

Selecione a consulta na lista, para uma avaliação adequada a cada idade, não esquecendo os parâmetros comuns a avaliar em todas as consultas.
Para informações mais detalhadas, consulte a bibliografia que serviu de base à elaboração deste guia.

Selecione consulta.

1ª Consulta de vida (1.os 15 dias, preferencialmente)

S
  • História obstétrica materna: vigilância e intercorrências da gravidez; rastreios analíticos e ecográficos realizados.
  • História familiar: Luxação Congénita da Anca (LCA); patologia oftalmológica ou auditiva.
  • Parto: tipo de parto; idade gestacional; antropometria ao nascimento; intercorrências; relação entre o peso/comprimento e idade gestacional.
  • Rastreios efetuados:
    Rastreio auditivo neonatal: verificar se realizou, data e resultado.
    Teste do pezinho: verificar se realizou.
    Outros rastreios: verificar se realizou.
  • Avaliação familiar: nível socioeconómico/satisfação das necessidades básicas; outros.
  • Alimentação: tipo de aleitamento; periodicidade de refeições; frequência da regurgitação.
  • Eliminação: questionar sobre hábitos e tipode dejeções e micções.
  • Hábitos: higiene e sono.
  • Grau de satisfação do principal cuidador: avaliar adaptação familiar às novas rotinas e Sinais de Alarme. Se se justificar, avaliar estado metal com Escala de Depressão Pós-Parto.
  • Exposição a fatores de risco: questionar sobre a exposição a fumo do tabaco.
  • Calendário vacinal: averiguar cumprimento do calendário vacinal definido no PNV:
    1ª dose de VHB
    1ª dose de BCG, se elegível para vacinação de acordo com grupos de risco.
O
  • Avaliação antropométrica: peso, comprimento, IMC, perímetro cefálico.
  • Peso: perda ponderal normal até 7% do peso de nascimento.
  • Exame físico completo:
    Pele: alterações fisiológicas e alterações transitórias do recém-nascido.
    Cabeça: tamanho e forma; fontanelas anterior e posterior; dismorfias do recém-nascido.
    Visão: exame ocular externo; reflexo pupilar vermelho; fixação; seguimento; alertas e critérios de referenciação à Oftalmologia.
    Audição: Avaliar comportamento do lactente em resposta a sons altos e súbitos; indicadores de Risco para a Surdez.
    Cavidade oral: pesquisa fendas palatinas, freios curtos da língua ou lábio.
    Auscultação cardíaca e pulmonar: Presença de sopros cardíacos nos primeiros dias de nascimento.
       * Características dos sopros associados a cardiopatias.
    Abdomen: palpação abdominal e avaliação do cordão umbilical - Sinais de alarme: rubor em redor do umbigo; cheiro fétido; corrimento ou sangramento.
    Região inguinal: Pesquisa de pulsos femorais e eventuais hérnias inguino-escrotais.
    Coluna: Pesquisa de defeitos tubo neural; mielomeningocelo; fosseta sacro-coccígea.
    Região genital: Pesquisa de coalescência de pequenos lábios das meninas; testículos nas bolsas escrotais.
    Anca: Manobras de Ortolani e Barlow; Sinal de Klisic; Limitação da abdução das ancas.
    Exame neurológico sumário: Avaliar em decúbito ventral, decúbito dorsal, tração, apoiado em posição sentada e em suspensão ventral, com pesquisa de reflexos arcaicos.
A
  • MANUTENÇÃO DE SAÚDE / MEDICINA PREVENTIVA
P
  • Aleitamento materno: deve ser promovida a sua manutenção pelo menos até aos 6 meses. Consulte o Manual do Aleitamento Materno.
    Contraindicações absolutas: recém-nascidos com doenças metabólicas: galactosemia clássica, fenilcetonúria e leucinose; patologia infeciosa materna; fármacos e outros compostos.(1)
    Contraindicações relativas: no caso da tuberculose ativa, lesões herpéticas e varicela, o leite pode ser extraído por bomba e oferecido ao bebé, se existirem condições para essa extração. O mesmo já não se aplica em caso de infeção pelo HTLV e na brucelose.
  • Mães fumadoras: se estas não conseguem parar de fumar, devem ser aconselhadas a amamentar, minimizando os riscos para o bebé, quer da exposição aos químicos do tabaco transmitidos através do leite, quer do fumo ambiental.(2)
  • Aleitamento artificial/misto:
    • Leites para Lactentes ou Leites 1 (< 6 meses ou dos 6-12 meses desde que fortificados com ferro);
    • Necessidades hídricas diárias: 150 ml/kg/dia;
    • Reforço dos cuidados na preparação do biberão: 1 colher de medida por cada 30 mL de água; colocar primeiro a água e só depois o pó.
  • Amamentação ineficaz: ensinar os sinais de alerta.
  • Medição da temperatura: ensinar a avaliar corretamente - folheto informativo da DGS.
  • Outros sinais de alarme: recusa alimentar, gemido, irritabilidade, prostração, cianose, choro inconsolável.
  • Suplementação com vitamina D: iniciar com 400 UI uma vez por dia, a partir da primeira semana de vida.
  • Cuidados de higiene: Cordão umbilical; Banho e Higiene; Roupa
  • Higiene do sono:
    • O ritual de adormecimento deve ser proporcionado pelo cuidador e não deve depender de elementos externos;
    • Deve dormir em berço/cama própria e nunca com os pais;
    • Posição: decúbito dorsal.
  • Atividades promotoras do desenvolvimento
  • Medidas de segurança - Recomendações: Sono - prevenção da síndrome da morte súbita do lactente (SMSL); Prevenção da plagiocefalia; Chupeta - evitar prender chupetas a fios ou cordões (risco de asfixia); Prevenção de quedas; Prevenção de queimaduras; através de Transporte de automóvel - sistemas de retenção no transporte automóvel Grupo 0+ com a cadeira virada para trás.

(1) lítio, cloranfenicol, derivados da cravagem do centeio, bromocriptina, atropina, imunossupressores, agentes quimioterápicos, estatinas e isótopos radioativos como o iodo, antibioterapia como tetraciclinas por períodos prolongados (> 3 semanas) e estreptomicina, consumo de heroína, cocaína, cannabis, anfetaminas ou fenilciclidina.

(2) • Fumar o menor número possível de cigarros; • Nunca fumar, pelo menos 1 ou 2 horas, antes de o bebé mamar; • Nunca fumar junto do bebé; • Usar um “casaco para fumar” que deverá ser retirado quando a mãe pega ou cuida do bebé; • Nunca fumar dentro de casa ou à janela; • Nunca fumar no interior do carro.

Consulta 1 mês

S
  • Intercorrências desde a consulta anterior.
  • Alimentação: tipo de aleitamento e a periodicidade das refeições. Frequência da regurgitação.
  • Suplementação: vitaminas / minerais.
  • Cólicas do lactente: avaliar a necessidade de recurso a medidas não farmacológicas e/ou farmacológicas.
  • Dejeções e micções: questionar e avaliar eventuais alterações.
  • Cuidados de higiene diários.
  • Sono: avaliar hábitos.
  • Satisfação do principal cuidador: avaliar o grau de satisfação deste e a adaptação da família às novas rotinas.
  • Diagnóstico neonatal: verificar se os pais consultaram o resultado do diagnóstico neonatal.
  • Exposição a fumo do tabaco: questionar sobre a eventual exposição no carro e em casa.
  • Risco de maus tratos: verificar a existência de sinais de alerta de qualquer tipo de maus tratos.
  • Vacinação com BCG: verificar presença de critérios de elegibilidade.
  • Calendário vacinal: averiguar o cumprimento do calendário vacinal, definido no PNV.
O
  • Avaliação antropométrica
  • Audição:
    • Avaliar comportamento do lactente em resposta ao som (sineta/roca/voz humana) a 15 cm do ouvido.
    • Ver Indicadores de Risco para a Surdez.
  • Desenvolvimento:
    • Aplicar os itens da Escala de avaliação do desenvolvimento de Mary Sheridan Modificada para 4-6 semanas.
    • Averiguar a presença de sinais de alarme.
A
  • MANUTENÇÃO DE SAÚDE / MEDICINA PREVENTIVA
P
  • Aleitamento materno: promover a manutenção do aleitamento materno pelo menos até aos 6 meses.
  • Se Aleitamento artificial/misto:
    • Leites para Lactentes ou Leites 1 (< 6 meses ou dos 6-12 meses desde que fortificados com ferro);
    • Necessidades hídricas diárias: 150 ml/kg/dia;
    • Reforço dos cuidados na preparação do biberão.
  • Suplementação com vitamina D: manter suplementação de 400 UI uma vez por dia, durante o primeiro ano de vida.
  • Cólicas: Falar sobre cólicas do bebé.
  • Higiene oral: promover cuidados de higiene oral: aplicar compressa molhada nos rebordos alveolares após os períodos de aleitamento.
  • Higiene do sono - promover uma boa higiene do sono:
    • Sestas durante o dia em locais com luz natural;
    • À noite, dormir em quarto escuro, apenas com pequena luz de presença.
  • Exposição solar: promover exposição solar cerca 20 minutos/dia. Crianças com menos 6 meses, não devem ir à praia.
  • Atividades promotoras do desenvolvimento.
  • Medidas de segurança:
    • Prevenção da síndrome da morte súbita do lactente (SMSL);
    Prevenção de quedas, queimaduras, asfixia;
    Transporte de automóvel adequado.
  • Sinais de alarme: explicar sinais de alarme que devem motivar avaliação médica (febre, recusa alimentar, gemido, irritabilidade, prostração, cianose).
  • Reações a vacinas: antecipar reações secundárias mais frequentes às vacinas.
  • Próximas vacinas: falar sobre as próximas vacinas: DTPaHibVIP1, VHB2, e Pn131.
  • Vacinas extra-PNV: entregar folheto sobre vacinas extra-PNV para consulta dos pais em casa.
  • Prescrição farmacológica:
    Paracetamol, com indicação da dose.
    Vacinas extra-PNV que queiram realizar aos 2 meses.
    Anti-cólicas.

Consulta 2 meses

S
  • Intercorrências desde a consulta anterior.
  • Alimentação: tipo de aleitamento e a periodicidade das refeições. Frequência da regurgitação.
  • Suplementação: vitaminas / minerais.
  • Cólicas do lactente: avaliar a necessidade de recurso a medidas não farmacológicas e/ou farmacológicas.
  • Dejeções e micções: questionar e avaliar eventuais alterações.
  • Cuidados de higiene diários.
  • Sono: avaliar hábitos.
  • Satisfação do principal cuidador: avaliar o grau de satisfação deste e a adaptação da família às novas rotinas.
  • Exposição a fumo do tabaco: questionar sobre a eventual exposição (no carro e em casa).
  • Risco de maus tratos: verificar a existência de sinais de alerta de qualquer tipo de maus tratos.
  • Vacinação com BCG: verificar presença de critérios de elegibilidade.
  • Calendário vacinal: averiguar o cumprimento do calendário vacinal, definido no PNV, incluindo vacinas extra-PNV.
  • PNV:
    • 1ª dose de DTPaHibVIP
    • 2ª dose de VHB
    • 1ª dose de Pn13
    • Vacinação primária contra Neisseria meningitidis (Bexsero®)
    Extra-PNV:
    • Vacinação contra o Rotavírus
O
  • Avaliação antropométrica: peso, comprimento, índice de massa corporal e perímetro cefálico.
  • Exame físico completo, com particular atenção para:
  • Desenvolvimento:
    • Reavaliar itens da Escala de Avaliação do Desenvolvimento de Mary Sheridan modificada para 4-6 semanas que não tenham sido cumpridos anteriormente.
    • Averiguar a presença de sinais de alarme.
A
  • MANUTENÇÃO DE SAÚDE / MEDICINA PREVENTIVA
P
  • Aleitamento materno: promover a manutenção do aleitamento materno pelo menos até aos 6 meses.
  • Aleitamento artificial/misto:
    • Leites para Lactentes ou Leites 1 (< 6 meses ou dos 6-12 meses desde que fortificados com ferro);
    • Necessidades hídricas diárias: 150 ml/kg/dia;
    • Reforço dos cuidados na preparação do biberão: 1 colher de medida por cada 30 mL de água; colocar primeiro a água e só depois o pó.
  • Suplementação com vitamina D: iniciar com 400 UI uma vez por dia, a partir da primeira semana de vida.
  • Cuidados de higiene: promover cuidados de higiene gerais.
  • Higiene do sono:
    • O ritual de adormecimento deve ser proporcionado pelo cuidador e não deve depender de elementos externos;
    • Deve dormir em berço/cama própria e nunca com os pais;
    • Posição: decúbito dorsal.
  • Atividades promotoras do desenvolvimento.
  • Medidas de segurança - recomendações:
    • Prevenção da síndrome da morte súbita do lactente (SMSL);
    Prevenção de quedas, queimaduras, asfixia;
    Transporte de automóvel adequado.
  • Sinais de alarme: explicar sinais de alarme que devem motivar avaliação médica (febre, recusa alimentar, gemido, irritabilidade, prostração, cianose).
  • Reações a vacinas: antecipar reações secundárias mais frequentes às vacinas.
  • Próximas vacinas: falar sobre as próximas vacinas: DTPaHibVIP2 e Pn132.
  • Prescrição farmacológica:
    Paracetamol, com indicação da dose.
    Vacinas extra-PNV que queiram realizar aos 3-4 meses.
    Anti-cólicas.

Consulta 4 meses

S
  • Intercorrências desde a consulta anterior.
  • Alimentação: tipo de aleitamento e a periodicidade das refeições. Frequência da regurgitação.
  • Suplementação: vitaminas / minerais.
  • Trânsito intestinal / Cólicas do lactente: avaliar a necessidade de recurso a medidas não farmacológicas e/ou farmacológicas.
  • Cuidados de higiene diários.
  • Sono: avaliar hábitos.
  • Reingresso da mãe no trabalhofuturos cuidadores.
  • Risco de maus tratos: verificar a existência de sinais de alerta de qualquer tipo de maus tratos.
  • Vacinação com BCG: verificar presença de critérios de elegibilidade.
  • Calendário vacinal: averiguar o cumprimento do calendário vacinal, definido no PNV, incluindo vacinas extra-PNV.
  • PNV:
    • 2ª dose de DTPaHibVIP
    • 2ª dose de Pn13
    • Vacinação primária contra Neisseria meningitidis (Bexsero®)
    Extra-PNV:
    • 2ª dose da vacina contra rotavírus (última dose no caso da Rotarix®)
O
  • Avaliação antropométrica: peso, comprimento, índice de massa corporal e perímetro cefálico.
  • Exame físico completo, com particular atenção para:
  • Visão:
    • Exame ocular externo
    • Reflexo pupilar vermelho: avaliar cor, brilho e simetria
    • Reflexos pupilares fotomotores: direto e consensual
    Movimentos oculares conjugados
    Convergência
    • Fixação e seguimento
    • Ver critérios de referenciação à Oftalmologia.
  • Audição:
    Atende e volta-se em direção à fonte sonora no plano horizontal do ouvido.
    • Ver Indicadores de Risco para a Surdez.
  • Desenvolvimento:
    • Aplicar os itens da Escala de Avaliação do Desenvolvimento de Mary Sheridan modificada para 3 meses.
    • Averiguar a presença de sinais de alarme.
A
  • MANUTENÇÃO DE SAÚDE / MEDICINA PREVENTIVA
P
  • Aleitamento: promover a manutenção do aleitamento materno pelo menos até aos 6 meses.
    • Leites para Lactentes ou Leites 1 (< 6 meses ou dos 6-12 meses desde que fortificados com ferro);
    • Conciliação com atividade profissional: Orientar a conciliação do aleitamento materno com atividade profissional.
  • Diversificação alimentar: discutir com os pais o início da diversificação alimentar até aos 6 meses, mantendo leite materno ou, no caso de impedimento, leite para lactentes até pelo menos aos 12 meses, de acordo com esquema e nº de refeições recomendados.
  • Sopa de legumes:
    • Adicionar 5-7,5 ml de azeite em cru a cada dose.
    Evitar: espinafre, nabo, nabiça, beterraba e aipo.
    Fruta como sobremesa - adicionar posteriormente à sopa de legumes:
    Não consumir sob forma de puré de vários frutos, nem sob a forma de sumo.
    Evitar no 1º ano de vida: morango, amora/framboesa/mirtilo, kiwi, maracujá.
    Papa de cereais - sem de glúten.
  • Dejeções: explicar aos pais sobre a provável alteração das características das dejeções com o início da diversificação alimentar.
  • Suplementação com vitamina D ou outros suplementos, ajustando a dose de acordo com o peso se necessário.
  • Sono: número total de horas diárias = 12 a 16 horas
  • Atividades promotoras do desenvolvimento
  • Medidas de segurança - recomendações:
    • Prevenção da síndrome da morte súbita do lactente (SMSL);
    Prevenção de quedas, queimaduras, asfixia;
    Transporte de automóvel adequado.
  • Sinais e sintomas comuns: condutas a ter.
  • Próximas vacinas: falar sobre as próximas vacinas (aos 6 meses): DTPaHibVIP3 e VHB3.
  • Prescrição farmacológica:
    Paracetamol, com indicação da dose.
    Vacinas extra-PNV que queiram realizar aos 5-6 meses.

Consulta 6 meses

S
  • Intercorrências desde a consulta anterior.
  • Alimentação: tipo de aleitamento; diversificação alimentar – início, alimentos já introduzidos, possíveis alergias ou intolerâncias.
  • Suplementação: vitaminas / minerais.
  • Trânsito intestinal: avaliar a necessidade de recurso a medidas não farmacológicas e/ou farmacológicas.
  • Cuidados de higiene diários.
  • Higiene oral e erupção dentária: avaliar e registar.
  • Sono: avaliar hábitos e rotinas diárias na creche, na ama ou perante outros cuidadores.
  • Adaptação da criança à creche/ama ou outros cuidadores.
  • Regresso à atividade profissional: avaliar a reação materna perante o regresso à sua atividade profissional.
  • Risco de maus tratos: verificar a existência de sinais de alerta de qualquer tipo de maus tratos.
  • Vacinação com BCG: verificar presença de critérios de elegibilidade.
  • Calendário vacinal: averiguar o cumprimento do calendário vacinal, definido no PNV, incluindo vacinas extra-PNV.
  • PNV:
    • 3ª dose de DTPaHibVIP
    • 3ª dose de VHB
    • Vacinação primária contra Neisseria meningitidis (Bexsero®)
    Extra-PNV:
    • 3ª dose da vacina contra rotavírus (se Rotateq®)
O
  • Avaliação antropométrica: peso, comprimento, índice de massa corporal e perímetro cefálico.
  • Exame físico completo, com especial atenção para:
  • Visão:
    • Exame ocular externo
    • Reflexo pupilar vermelho: avaliar cor, brilho e simetria
    Reflexo da luz na córnea - Teste de Hirschberg
    • Reflexos pupilares fotomotores: direto e consensual
    • Movimentos oculares conjugados
    • Convergência
    • Fixação e seguimento
    Teste de Cover e Cover/Uncover
    Coordenação olho-mão
    Teste de reação à oclusão
    • Ver critérios de referenciação à Oftalmologia.
  • Audição:
    Segue e localiza os sons a 45 cm ao nível do ouvido.
    6-9M: identifica a fonte sonora abaixo do plano do ouvido.
    • Ver Indicadores de Risco para a Surdez.
  • Desenvolvimento:
    • Aplicar os itens da Escala de Avaliação do Desenvolvimento de Mary Sheridan modificada para 6 meses.
    • Averiguar a presença de sinais de alarme.
A
  • MANUTENÇÃO DE SAÚDE / MEDICINA PREVENTIVA
P
  • Diversificação alimentar: discutir com os pais o início ou a progressão da diversificação alimentar dos 6 até aos 12 meses, mantendo leite materno ou, no caso de impedimento, leite para lactentes até pelo menos aos 12 meses, de acordo com esquema e nº de refeições recomendados.
  • Introdução da carne e do peixe:
    • Início com 10g e progredir até 30g/dia.
    • Sem gordura visível.
    • 1º na sopa » 7 meses na farinha de pau (mandioca) ou açorda » 8-9 meses com arroz branco ou massa.
    Iniciar 2ª sopa à noite aos 7 meses.
    Introdução do glúten.
    Na presença de aleitamento artificial: passar para Leites de Transição/Leites 2.
  • Suplementação manter suplementação com vitamina D ou outros suplementos
  • Higiene oral: reforçar a importância dos cuidados de higiene e saúde oral:
    Dos 0-3 anos: escovagem realizada pelos pais a partir da erupção do 1º dente 2x/dia, utilizando uma gaze, dedeira ou escova macia de tamanho adequado com dentífrico fluoretado 1000/1500 ppm, equivalente ao tamanho da unha do 5º dedo da mão da criança.
  • Sono:
    Nº total de horas diárias = 12 a 16 horas
    • Reforço da importância das medidas da higiene do sono.
    Transição para o quarto próprio: planear transição para o quarto próprio a partir dos 6 meses de idade.
  • Atividades promotoras do desenvolvimento
  • Medidas de segurança - recomendações:
    • Prevenção da síndrome da morte súbita do lactente (SMSL);
    Prevenção de quedas, queimaduras, aspiração de corpo estranho, intoxicações;
    Transporte de automóvel adequado.
  • Sinais e sintomas comuns: condutas a ter.
  • Prescrição farmacológica:
    Paracetamol, com indicação da dose.
    Vacinas extra-PNV que queiram realizar aos 7 meses.

Consulta 9 meses

S
  • Intercorrências desde a consulta anterior.
  • Alimentação: tipo de aleitamento; diversificação alimentar – início, alimentos já introduzidos, possíveis alergias ou intolerâncias.
  • Suplementação: vitaminas / minerais.
  • Trânsito intestinal: avaliar a necessidade de recurso a medidas não farmacológicas e/ou farmacológicas.
  • Cuidados de higiene diários, incluindo higiene oral.
  • Higiene oral e erupção dentária: avaliar e registar.
  • Sono: local onde dorme, nº de horas de sono, rotinas da hora de deitar, despertares nocturnos.
  • Adaptação da família aos novos papéis: avaliar dificuldades nos atuais cuidadores.
  • Risco de maus tratos: verificar a existência de sinais de alerta de qualquer tipo de maus tratos.
  • Vacinação com BCG: verificar presença de critérios de elegibilidade.
  • Calendário vacinal: averiguar o cumprimento do calendário vacinal, definido no PNV, incluindo vacinas extra-PNV.
  • PNV:
    • Vacinação primária contra Neisseria meningitidis (Bexsero®)
O
  • Avaliação antropométrica: peso, comprimento, índice de massa corporal e perímetro cefálico.
  • Exame físico completo, com especial atenção para:
  • Visão:
    • Exame ocular externo
    • Reflexo pupilar vermelho: avaliar cor, brilho e simetria
    Reflexo da luz na córnea - Teste de Hirschberg
    • Reflexos pupilares fotomotores: direto e consensual
    • Movimentos oculares conjugados
    • Convergência
    • Fixação e seguimento
    Teste de Cover e Cover/Uncover
    Coordenação olho-mão
    Teste de reação à oclusão
    • Ver critérios de referenciação à Oftalmologia.
  • Audição:
    Localiza os sons a 90 cm abaixo ou acima do nível do ouvido.
    Atenção rápida para os sons perto e longe.
    • Ver Indicadores de Risco para a Surdez.
  • Desenvolvimento:
    • Aplicar os itens da Escala de Avaliação do Desenvolvimento de Mary Sheridan modificada para 9 meses.
    • Averiguar a presença de sinais de alarme.
A
  • MANUTENÇÃO DE SAÚDE / MEDICINA PREVENTIVA
P
  • Diversificação alimentar: discutir com os pais a progressão da diversificação alimentar:
  • Ovo
    • Inicialmente a gema; (Clara – após os 11 meses).
    • Início com ½ gema; aumento até 2-3 gemas por semana.
    Leguminosas
    • 1º feijão fradinho, branco ou preto e a lentilha.
    • Inicialmente sem casca e em pequenas quantidades.
    • Sempre previamente demolhadas.
    Iogurte
    • Ao lanche.
    • Natural (sem aromas, sem aditivos).
  • Suplementação manter suplementação com vitamina D ou outros suplementos
  • Higiene oral: reforçar a importância dos cuidados de higiene e saúde oral:
    Dos 0-3 anos: escovagem realizada pelos pais a partir da erupção do 1º dente 2x/dia, utilizando uma gaze, dedeira ou escova macia de tamanho adequado com dentífrico fluoretado 1000/1500 ppm, equivalente ao tamanho da unha do 5º dedo da mão da criança.
  • Sono:
    Nº total de horas diárias = 12 a 16 horas
    • Reforço da importância das medidas da higiene do sono.
    Transição para o quarto próprio: no caso de ainda não ter efetuado a partir dos 6 meses.
  • Atividades promotoras do desenvolvimento
  • Medidas de segurança - recomendações:
    • Prevenção da síndrome da morte súbita do lactente (SMSL);
    Prevenção de quedas, queimaduras, aspiração de corpo estranho, intoxicações;
    Transporte de automóvel adequado.
  • Sinais e sintomas comuns: condutas a ter.
  • Próximas vacinas:
    • falar sobre as próximas vacinas: Pn133, MenC, VASPR1.
  • Vacinas extra-PNV:
    Aconselhar e discutir eventuais indicações para Vacina contra a varicela e Vacina contra VHA, mediante interesse dos pais ou avaliação de risco particular.
  • Prescrição farmacológica:
    Paracetamol, com indicação da dose.

Consulta 12 meses

S
  • Intercorrências desde a consulta anterior.
  • Alimentação: tipo de aleitamento; diversificação alimentar – alimentos que ainda não foram introduzidos, possíveis alergias ou intolerâncias.
  • Suplementação: vitaminas / minerais.
  • Trânsito intestinal: avaliar a necessidade de recurso a medidas não farmacológicas e/ou farmacológicas.
  • Cuidados de higiene diários, incluindo higiene oral.
  • Sono: local onde dorme, nº de horas de sono, rotinas da hora de deitar, despertares nocturnos.
  • Acidentes e segurança: exposição ao fumo ambiental do tabaco, risco de acidentes domésticos, rodoviários e de lazer.
  • Ambiente familiar: avaliar ambiente familiar, cuidadores.
  • Risco de maus tratos: verificar a existência de sinais de alerta de qualquer tipo de maus tratos.
  • Vacinação com BCG: verificar presença de critérios de elegibilidade.
  • Calendário vacinal: averiguar o cumprimento do calendário vacinal, definido no PNV, incluindo vacinas extra-PNV.
  • PNV:
    • 3ª dose da Pn13
    • dose única MenC
    • 1ª dose de VASPR
    • Vacinação primária contra Neisseria meningitidis (Bexsero®)
    • Dose reforço da vacina contra Neisseria meningitidis (Bexsero®)
O
  • Avaliação antropométrica: peso, comprimento, índice de massa corporal e perímetro cefálico.
  • Exame físico completo, com especial atenção para:
  • Visão:
    • Exame ocular externo
    • Reflexo pupilar vermelho: avaliar cor, brilho e simetria
    Reflexo da luz na córnea - Teste de Hirschberg
    • Reflexos pupilares fotomotores: direto e consensual
    • Movimentos oculares conjugados
    • Convergência
    • Fixação e seguimento
    Teste de Cover e Cover/Uncover
    Coordenação olho-mão
    Teste de reação à oclusão
    • Ver critérios de referenciação à Oftalmologia.
  • Audição e Linguagem:
    Atenção rápida aos sons suaves, mas habituam-se depressa.
    Localização direta: sons para o lado/para baixo e em 2 etapas quando sons acima do ouvido.
    Dá pelo nome e volta-se.
    Jargon e compreende ordens simples.
    • Ver Indicadores de Risco para a Surdez.
  • Desenvolvimento:
    • Aplicar os itens da Escala de Avaliação do Desenvolvimento de Mary Sheridan modificada para 12 meses.
    • Averiguar a presença de sinais de alarme.
A
  • MANUTENÇÃO DE SAÚDE / MEDICINA PREVENTIVA
P
  • Alimentação:
    • Integração na dieta familiar.
    Leites de crescimento a partir dos 12 meses e até aos 24-36 meses.
    Leite e derivados: o seu consumo deve corresponder a apenas 1/3 da oferta alimentar diária.
    Anorexia fisiológica: alertar para a anorexia fisiológica dos 12-24 meses.
  • Suspender suplementação vitamínica/mineral.
  • Higiene oral: reforçar a importância dos cuidados de higiene e saúde oral:
    Dos 0-3 anos: escovagem realizada pelos pais a partir da erupção do 1º dente 2x/dia, utilizando uma gaze, dedeira ou escova macia de tamanho adequado com dentífrico fluoretado 1000/1500 ppm, equivalente ao tamanho da unha do 5º dedo da mão da criança.
  • Sono:
    Nº total de horas diárias = 11 a 14 horas
    • Medidas da higiene do sono: necessidade de acalmar para adormecer, estabelecer rotinas se acordar durante a noite.
    Transição para o quarto próprio: no caso de ainda não ter efetuado a partir dos 6 meses.
  • Atividades promotoras do desenvolvimento
  • Medidas de segurança - recomendações:
    Prevenção de quedas, queimaduras, aspiração de corpo estranho, intoxicações;
    Transporte de automóvel - sistemas de retenção no transporte automóvel Grupo 0+, com a cadeira virada para trás ou Grupo I, com a cadeira virada para a frente.
  • Vacinas extra-PNV (a realizar entre os 12-23 meses):
    Aconselhar e discutir eventuais indicações para Vacina contra a varicela e Vacina contra VHA, mediante interesse dos pais ou avaliação de risco particular.
    Antecipar reações secundárias mais frequentes às vacinas.
  • Prescrição farmacológica:
    Paracetamol, com indicação da dose.
    • Vacinas extra-PNV.

Consulta 15 meses

S
  • Intercorrências desde a consulta anterior.
  • Alimentação: verificar adaptação à dieta familiar, frequência das refeições, diversidade alimentar, alergias ou intolerâncias. Avaliar principais erros alimentares.
  • Trânsito intestinal: avaliar a necessidade de recurso a medidas não farmacológicas e/ou farmacológicas.
  • Cuidados de higiene diários, incluindo higiene oral.
  • Sono: local onde dorme, nº de horas de sono, rotinas da hora de deitar, despertares nocturnos.
  • Ambiente familiar: avaliar ambiente familiar, cuidadores.
  • Gestão de birras.
  • Acidentes e segurança: exposição ao fumo ambiental do tabaco, risco de acidentes domésticos, rodoviários e de lazer.
  • Risco de maus tratos: verificar a existência de sinais de alerta de qualquer tipo de maus tratos.
  • Vacinação com BCG: verificar presença de critérios de elegibilidade.
  • Calendário vacinal: averiguar o cumprimento do calendário vacinal, definido no PNV, incluindo vacinas extra-PNV.
  • PNV:
    • Vacinação primária contra Neisseria meningitidis (Bexsero®)
    • Dose reforço da vacina contra Neisseria meningitidis (Bexsero®)
O
  • Avaliação antropométrica: peso, comprimento, índice de massa corporal e perímetro cefálico.
  • Exame físico completo, com especial atenção para:
  • Visão:
    • Exame ocular externo
    • Reflexo pupilar vermelho: avaliar cor, brilho e simetria
    Reflexo da luz na córnea - Teste de Hirschberg
    • Reflexos pupilares fotomotores: direto e consensual
    • Movimentos oculares conjugados
    • Convergência
    • Fixação e seguimento
    Teste de Cover e Cover/Uncover
    Coordenação olho-mão
    Teste de reação à oclusão
    • Ver critérios de referenciação à Oftalmologia.
  • Audição e Linguagem:
    Identifica fonte sonora em qualquer plano.
    Diz palavras com intenção.
    Comunica os seus desejos ou necessidades apontando ou vocalizando.
    • Ver Indicadores de Risco para a Surdez.
  • Desenvolvimento:
    • Relação emocional/comportamento - procura o cuidador como “base estável” quando algo o perturba.
A
  • MANUTENÇÃO DE SAÚDE / MEDICINA PREVENTIVA
P
  • Alimentação:
    • Integração na dieta familiar.
    Leites de crescimento a partir dos 12 meses e até aos 24-36 meses.
    Leite e derivados: o seu consumo deve corresponder a apenas 1/3 da oferta alimentar diária.
    Anorexia fisiológica: alertar para a anorexia fisiológica dos 12-24 meses.
  • Suspender suplementação vitamínica/mineral.
  • Higiene oral: reforçar a importância dos cuidados de higiene e saúde oral:
    Dos 0-3 anos: escovagem realizada pelos pais a partir da erupção do 1º dente 2x/dia, utilizando uma gaze, dedeira ou escova macia de tamanho adequado com dentífrico fluoretado 1000/1500 ppm, equivalente ao tamanho da unha do 5º dedo da mão da criança.
  • Sono:
    Nº total de horas diárias = 11 a 14 horas
    • Medidas da higiene do sono. Ritual de adormecer. Se acordar durante a noite tentar tranquilizar a criança na própria cama.
    Terrores noturnos: tranquilizar a criança no leito, sem a despertar.
  • Estilos de vida saudáveis - Reforçar a adoção de estilos de vida saudáveis:
    • Brincar, passear, dormir.
    Iniciar exercício físico adaptado dos 0 aos 5 anos - pelo menos 3h/dia.
  • Independência, ansiedade de separação - Falar sobre estes assuntos.
  • Promover o equilíbrio entre a necessidade de autonomia e a continuidade da proteção da criança.
  • Atividades promotoras do desenvolvimento
  • Aconselhamento sobre calçado - calçado com reforço posterior e lateral.
  • Medidas de segurança - recomendações:
    Prevenção de quedas, queimaduras, aspiração de corpo estranho, intoxicações;
    Transporte de automóvel - sistemas de retenção no transporte automóvel Grupo 0+, com a cadeira virada para trás ou Grupo I, com a cadeira virada para a frente.
  • Próximas vacinas:
    • falar sobre as próximas vacinas: DTPaHibVIP4.
  • Vacinas extra-PNV (a realizar entre os 12-23 meses):
    Aconselhar e discutir eventuais indicações para Vacina contra a varicela e Vacina contra VHA, mediante interesse dos pais ou avaliação de risco particular.
    Antecipar reações secundárias mais frequentes às vacinas.
  • Prescrição farmacológica:
    Paracetamol, com indicação da dose.
    • Vacinas extra-PNV.

Consulta 18 meses

S
  • Intercorrências desde a consulta anterior.
  • Alimentação: frequência das refeições, diversidade alimentar, alergias ou intolerâncias. Avaliar principais erros alimentares.
  • Trânsito intestinal: avaliar a necessidade de recurso a medidas não farmacológicas e/ou farmacológicas.
  • Cuidados de higiene diários, incluindo higiene oral.
  • Sono: local onde dorme, nº de horas de sono, rotinas da hora de deitar, despertares nocturnos.
  • Ambiente familiar: avaliar ambiente familiar, cuidadores.
  • Gestão de birras.
  • Acidentes e segurança: exposição ao fumo ambiental do tabaco, risco de acidentes domésticos, rodoviários e de lazer.
  • Risco de maus tratos: verificar a existência de sinais de alerta de qualquer tipo de maus tratos.
  • Verificar presença de alterações significativas da vida / avaliação de fatores de risco relacionados com o nascimento de irmãos e situação de luto face à perda de entes queridos.
  • Vacinação com BCG: verificar presença de critérios de elegibilidade.
  • Calendário vacinal: averiguar o cumprimento do calendário vacinal, definido no PNV, incluindo vacinas extra-PNV.
  • PNV:
    • 4ª dose da DTPaVIP;
    • 4ª dose da Hib;
    • Vacinação primária contra Neisseria meningitidis (Bexsero®)
    • Dose reforço da vacina contra Neisseria meningitidis (Bexsero®)
O
  • Avaliação antropométrica: peso, comprimento, índice de massa corporal e perímetro cefálico.
  • Exame físico completo, com especial atenção para:
  • Visão:
    • Exame ocular externo
    • Reflexo pupilar vermelho: avaliar cor, brilho e simetria
    Reflexo da luz na córnea - Teste de Hirschberg
    • Reflexos pupilares fotomotores: direto e consensual
    • Movimentos oculares conjugados
    • Convergência
    • Fixação e seguimento
    Teste de Cover e Cover/Uncover
    Coordenação olho-mão
    Teste de reação à oclusão
    • Ver critérios de referenciação à Oftalmologia.
  • Audição e Linguagem:
    • Usa 6 a 26 palavras reconhecíveis.
  • Desenvolvimento:
    • Relação emocional/comportamento - procura o cuidador como “base estável” quando algo o perturba.
    • Aplicar os itens da Escala de Avaliação do Desenvolvimento de Mary Sheridan modificada para 18 meses.
    • Averiguar a presença de sinais de alarme.
    • Aplicar a escala M-CHAT.
A
  • MANUTENÇÃO DE SAÚDE / MEDICINA PREVENTIVA
P
  • Alimentação:
    Leites de crescimento a partir dos 12 meses e até aos 24-36 meses.
    Leite e derivados: o seu consumo deve corresponder a apenas 1/3 da oferta alimentar diária.
  • Higiene oral: reforçar a importância dos cuidados de higiene e saúde oral:
    Dos 0-3 anos: escovagem realizada pelos pais a partir da erupção do 1º dente 2x/dia, utilizando uma gaze, dedeira ou escova macia de tamanho adequado com dentífrico fluoretado 1000/1500 ppm, equivalente ao tamanho da unha do 5º dedo da mão da criança.
    • Evicção de alimentos cariogénicos.
  • Sono:
    Nº total de horas diárias = 11 a 14 horas. Sono mais prolongado.
    • Medidas da higiene do sono. Ritual de adormecer. Se acordar durante a noite tentar tranquilizar a criança na própria cama.
    Terrores noturnos: tranquilizar a criança no leito, sem a despertar.
    Desmame do biberão e do leite ao adormecer, estimulando outro ritual de adormecimento.
  • Tentar retirar progressivamente as fraldas, sem insistir.
  • Estilos de vida saudáveis - Promover a adoção de estilos de vida saudáveis:
    • Brincar, desenhar, hábitos de televisão e vídeos.
    Iniciar exercício físico adaptado dos 0 aos 5 anos - pelo menos 3h/dia.
  • Estimular a linguagem compreensiva e expressiva, através de conversas, canções, livros, entre outros.
  • Aprendizagem de regras e rotinas na vida diária.
  • Falar sobre: afirmação da personalidade, birras, regras sociais, independência e ansiedade de separação.
  • Atividades promotoras do desenvolvimento
  • Aconselhamento sobre calçado - calçado com reforço posterior e lateral.
  • Medidas de segurança - recomendações:
    Prevenção de quedas, queimaduras, aspiração de corpo estranho, intoxicações;
    Transporte de automóvel - sistemas de retenção no transporte automóvel Grupo 0+, com a cadeira virada para trás ou Grupo I, com a cadeira virada para a frente.
    Antecipar reações secundárias mais frequentes às vacinas.
  • Prescrição farmacológica:
    Paracetamol, com indicação da dose.
    • Vacinas extra-PNV, em falta.

Consulta 2 anos

S
  • Intercorrências desde a consulta anterior.
  • Alimentação: frequência das refeições, diversidade alimentar, alergias ou intolerâncias. Avaliar principais erros alimentares.
  • Verificar desmame do biberão e do leite ao adormecer.
  • Avaliar trânsito intestinal.
  • Cuidados de higiene diários, incluindo higiene oral.
  • Sono: local onde dorme, nº de horas de sono, rotinas da hora de deitar, despertares nocturnos.
  • Infantário: adaptação e socialização; valorizar a opinião de outros técnicos.
  • Ambiente familiar: avaliar ambiente familiar, cuidadores.
  • Gestão de birras.
  • Regras e limites: avaliar incapacidade do cuidador em impor regras e limites. Averiguar se este comportamento se repete nos diferentes contextos de vida da criança.
  • Verificar presença de alterações significativas da vida / avaliação de fatores de risco relacionados com o nascimento de irmãos e situação de luto face à perda de entes queridos.
  • Acidentes e segurança: exposição ao fumo ambiental do tabaco, risco de acidentes domésticos, rodoviários e de lazer.
  • Risco de maus tratos: verificar a existência de sinais de alerta de qualquer tipo de maus tratos.
  • Vacinação com BCG: verificar presença de critérios de elegibilidade.
  • Calendário vacinal: averiguar o cumprimento do calendário vacinal, definido no PNV, incluindo vacinas extra-PNV.
  • PNV:
    • Vacinação primária contra Neisseria meningitidis (Bexsero®)
    • Dose reforço da vacina contra Neisseria meningitidis (Bexsero®)
O
  • Avaliação antropométrica: peso, estatura, índice de massa corporal e perímetro cefálico.
  • Exame físico completo, com especial atenção para:
  • Visão:
    • Exame ocular externo
    • Reflexo pupilar vermelho: avaliar cor, brilho e simetria
    Reflexo da luz na córnea - Teste de Hirschberg
    • Reflexos pupilares fotomotores: direto e consensual
    • Movimentos oculares conjugados
    • Convergência
    • Fixação e seguimento
    Teste de Cover e Cover/Uncover
    Coordenação olho-mão
    Teste de reação à oclusão
    Teste de Lang: avaliar a fixação, indicação digital e/ou nomeação de cada um dos elementos.
    Acuidade visual - testes de Sheridan de 5 ou 7 letras ou os testes com imagens.
    • Ver critérios de referenciação à Oftalmologia.
  • Audição e Linguagem:
    • Constrói frases curtas, juntando duas ou mais palavras.
    • Constrói Linguagem incompreensível mesmo pelos familiares.
    • Ver Indicadores de Risco para a Surdez.
  • Desenvolvimento:
    • Relação emocional/comportamento - procura o cuidador como “base estável” quando algo o perturba.
    • Aplicar os itens da Escala de Avaliação do Desenvolvimento de Mary Sheridan modificada para 2 anos.
    • Averiguar a presença de sinais de alarme.
    • Repetir aplicação do M-CHAT.
A
  • MANUTENÇÃO DE SAÚDE / MEDICINA PREVENTIVA
P
  • Alimentação:
    • Abordar a neofobia.
    Leites de crescimento a partir dos 12 meses e até aos 24-36 meses.
    Leite e derivados: o seu consumo deve corresponder a apenas 1/3 da oferta alimentar diária.
  • Rastreio de dislipidemia - efetuar em situações particulares, a partir desta idade.
  • Rastreio saúde visual infantil - deverá ser realizado no semestre em que completa 2 anos, sendo a convocatória efetuada pelo ACeS.
  • Higiene oral: reforçar a importância dos cuidados de higiene e saúde oral:
    Dos 0-3 anos: escovagem realizada pelos pais a partir da erupção do 1º dente 2x/dia, utilizando uma gaze, dedeira ou escova macia de tamanho adequado com dentífrico fluoretado 1000/1500 ppm, equivalente ao tamanho da unha do 5º dedo da mão da criança.
    • Evicção de alimentos cariogénicos.
  • Sono:
    Nº total de horas diárias = 11 a 14 horas. Sono mais prolongado.
    • Medidas da higiene do sono. Ritual de adormecer. Se acordar durante a noite tentar tranquilizar a criança na própria cama.
    Terrores noturnos: tranquilizar a criança no leito, sem a despertar.
    • Reforçar o desmame do biberão e do leite ao adormecer, estimulando outro ritual de adormecimento, caso ainda não tenha acontecido.
  • Tentar retirar progressivamente as fraldas, sem insistir.
  • Desmame da chupeta.
  • Correção da postura.
  • Estilos de vida saudáveis - Promover a adoção de estilos de vida saudáveis:
    • Brincar, desenhar, hábitos de televisão e vídeos.
    Iniciar exercício físico adaptado dos 0 aos 5 anos - pelo menos 3h/dia.
  • Aprendizagem de regras e rotinas na vida diária.
  • Cumprimento de regras e limites: o cuidador deve assegurar o cumprimento de regras e limites comportamentais sem cedência a “chantagens”.
  • Falar sobre: independência e ansiedade de separação.
  • Atividades promotoras do desenvolvimento
  • Aconselhamento sobre calçado - calçado com reforço posterior e lateral.
  • Medidas de segurança - recomendações:
    Prevenção de quedas, queimaduras, aspiração de corpo estranho, intoxicações;
    Transporte de automóvel
  • Prescrição farmacológica:
    Paracetamol, com indicação da dose.
    • Vacinas extra-PNV.

Consulta 3 anos

S
  • Intercorrências desde a consulta anterior.
  • Alimentação: frequência das refeições, diversidade alimentar, alergias ou intolerâncias. Avaliar principais erros alimentares.
  • Avaliar trânsito intestinal.
  • Cuidados de higiene diários, incluindo higiene oral.
  • Sono: local onde dorme, nº de horas de sono, rotinas da hora de deitar, despertares nocturnos.
  • Infantário: adaptação e socialização; valorizar a opinião de outros técnicos; tipo de brincadeiras; amizades.
  • Ambiente familiar: avaliar ambiente familiar, cuidadores.
  • Gestão de birras.
  • Regras e limites: avaliar incapacidade do cuidador em impor regras e limites. Averiguar se este comportamento se repete nos diferentes contextos de vida da criança.
  • Verificar presença de alterações significativas da vida / avaliação de fatores de risco relacionados com o nascimento de irmãos e situação de luto face à perda de entes queridos.
  • Acidentes e segurança: exposição ao fumo ambiental do tabaco, risco de acidentes domésticos, rodoviários e de lazer.
  • Risco de maus tratos: verificar a existência de sinais de alerta de qualquer tipo de maus tratos.
  • Verificar se realizou o rastreio saúde visual infantil aos 2 anos, registando data e resultado obtido.
  • Vacinação com BCG: verificar presença de critérios de elegibilidade.
  • Calendário vacinal: averiguar o cumprimento do calendário vacinal, definido no PNV, incluindo vacinas extra-PNV.
  • PNV:
    • Vacinação primária contra Neisseria meningitidis (Bexsero®)
    • Dose reforço da vacina contra Neisseria meningitidis (Bexsero®)
O
  • Avaliação antropométrica: peso, estatura e índice de massa corporal.
  • Avaliação da tensão arterial.
  • Exame físico completo, com especial atenção para:
  • Visão:
    • Exame ocular externo
    • Reflexo pupilar vermelho: avaliar cor, brilho e simetria
    Reflexo da luz na córnea - Teste de Hirschberg
    • Reflexos pupilares fotomotores: direto e consensual
    • Movimentos oculares conjugados
    • Convergência
    • Fixação e seguimento
    Teste de Cover e Cover/Uncover
    Coordenação olho-mão
    Teste de reação à oclusão
    Teste de Lang: avaliar a fixação, indicação digital e/ou nomeação de cada um dos elementos.
    Acuidade visual - testes de Sheridan de 5 ou 7 letras ou os testes com imagens.
    • Ver critérios de referenciação à Oftalmologia.
  • Audição e Linguagem:
    • Linguagem compreensível pela família, mas pouco compreensível por estranhos.
    • Ver Indicadores de Risco para a Surdez.
  • Desenvolvimento:
    • Aplicar os itens da Escala de Avaliação do Desenvolvimento de Mary Sheridan modificada para 3 anos.
    • Averiguar a presença de sinais de alarme.
A
  • MANUTENÇÃO DE SAÚDE / MEDICINA PREVENTIVA
P
  • Alimentação:
    • Abordar a neofobia.
    Leites de crescimento a partir dos 12 meses e até aos 24-36 meses.
    Leite e derivados: o seu consumo deve corresponder a apenas 1/3 da oferta alimentar diária.
  • Higiene oral: reforçar a importância dos cuidados de higiene e saúde oral:
    Dos 0-3 anos: escovagem realizada pelos pais a partir da erupção do 1º dente 2x/dia, utilizando uma gaze, dedeira ou escova macia de tamanho adequado com dentífrico fluoretado 1000/1500 ppm, equivalente ao tamanho da unha do 5º dedo da mão da criança.
    • Evicção de alimentos cariogénicos.
    • Em caso de cárie dentária deverá ser administrado um comprimido diário de 0,25 mg de fluoreto de sódio.
  • Cheque-dentista - tratamento de dentes temporários com infeção/cárie e de carácter urgente.
  • Sono:
    Nº total de horas diárias = 10 a 13 horas. Sono mais prolongado.
    • Medidas da higiene do sono. Ritual de adormecer. Se acordar durante a noite tentar tranquilizar a criança na própria cama.
    • Abordar medos; terrores noturnos - 2-5 anos; pesadelos - 3-6 anos; sonambulismo - 4-15 anos.
  • Estilos de vida saudáveis - Promover a adoção de estilos de vida saudáveis:
    • Brincar, desenhar, hábitos de televisão e vídeos.
    Iniciar exercício físico adaptado dos 0 aos 5 anos - pelo menos 3h/dia.
  • Cumprimento de regras e limites: o cuidador deve assegurar o cumprimento de regras e limites comportamentais sem cedência a “chantagens”.
  • Falar sobre: negativismo, birras, ciúmes, rivalidade, relacionamento com outras crianças.
  • Falar sobre: sexualidade; equidade de género.
  • Atividades promotoras do desenvolvimento
  • Aconselhamento sobre calçado - calçado com reforço posterior e lateral.
  • Medidas de segurança - recomendações:
    Prevenção de quedas, queimaduras, aspiração de corpo estranho, intoxicações, atropelamento, afogamento;
    Transporte de automóvel - sistemas de retenção no transporte automóvel Grupo I, com a cadeira virada para trás ou Grupo II, com a cadeira virada para a frente.
  • Prescrição farmacológica:
    Paracetamol, com indicação da dose.
    • Vacinas extra-PNV.

Consulta 4 anos

S
  • Intercorrências desde a consulta anterior.
  • Alimentação: frequência das refeições, diversidade alimentar, alergias ou intolerâncias. Avaliar principais erros alimentares.
  • Avaliar trânsito intestinal.
  • Cuidados de higiene diários, incluindo higiene oral.
  • Sono: local onde dorme, nº de horas de sono, rotinas da hora de deitar, despertares nocturnos.
  • Infantário: adaptação e socialização; valorizar a opinião de outros técnicos; tipo de brincadeiras; amizades.
  • Tempos livres: atividade física e cultural, ocupações em casa.
  • Acidentes e segurança: exposição ao fumo ambiental do tabaco, risco de acidentes domésticos, rodoviários e de lazer.
  • Risco de maus tratos: verificar a existência de sinais de alerta de qualquer tipo de maus tratos.
  • Vacinação com BCG: verificar presença de critérios de elegibilidade.
  • Calendário vacinal: averiguar o cumprimento do calendário vacinal, definido no PNV, incluindo vacinas extra-PNV.
  • PNV:
    • Vacinação primária contra Neisseria meningitidis (Bexsero®)
    • Dose reforço da vacina contra Neisseria meningitidis (Bexsero®)
O
  • Avaliação antropométrica: peso, estatura e índice de massa corporal.
  • Avaliação da tensão arterial.
  • Exame físico completo, com especial atenção para:
  • Visão:
    • Exame ocular externo
    • Reflexo pupilar vermelho: avaliar cor, brilho e simetria
    Reflexo da luz na córnea - Teste de Hirschberg
    • Reflexos pupilares fotomotores: direto e consensual
    • Movimentos oculares conjugados
    • Convergência
    • Fixação e seguimento
    Teste de Cover e Cover/Uncover
    Coordenação olho-mão
    Teste de reação à oclusão
    Teste de Lang: avaliar a fixação, indicação digital e/ou nomeação de cada um dos elementos.
    Acuidade visual - testes de Sheridan de 5 ou 7 letras ou os testes com imagens.
    • Ver critérios de referenciação à Oftalmologia.
  • Audição e Linguagem:
    • Linguagem compreensível por estranhos.
    • Ver Indicadores de Risco para a Surdez.
  • Desenvolvimento:
    • Aplicar os itens da Escala de Avaliação do Desenvolvimento de Mary Sheridan modificada para 4 anos.
    • Averiguar a presença de sinais de alarme.
A
  • MANUTENÇÃO DE SAÚDE / MEDICINA PREVENTIVA
P
  • Alimentação:
    • Reforçar necessidade de pequeno-almoço e lanche a meio da manhã.
    Corrigir eventuais erros alimentares.
    • Estimular consumo diário de fruta e vegetais.
  • Higiene oral: reforçar a importância dos cuidados de higiene e saúde oral:
    Escovagem dos dentes 2x/dia, realizada progressivamente pela criança, devidamente supervisionada e auxiliada pelos pais, utilizando uma escova macia com dentífrico fluoretado, equivalente ao tamanho da unha do 5º dedo da mão da criança.
    • Evicção de alimentos cariogénicos.
    • Em caso de cárie dentária deverá ser administrado um comprimido diário de 0,25 mg de fluoreto de sódio.
  • Cheque-dentista - tratamento de dentes temporários com infeção/cárie e de carácter urgente.
  • Rastreio saúde visual infantil - deverá ser realizado no semestre em que completa 4 anos, sendo a convocatória efetuada pelo ACeS.
  • Sono:
    Nº total de horas diárias = 10 a 13 horas. Sono mais prolongado.
    • Medidas da higiene do sono. Ritual de adormecer.
    • Abordar medos; terrores noturnos - 2-5 anos; pesadelos - 3-6 anos; sonambulismo - 4-15 anos.
  • Enurese noturna e encoprese: um grande grupo de crianças ainda não tem controlo noturno de esfíncteres - explicar aos pais que nestas idades a enurese noturna ainda é normal; não culpabilizar a criança mas integrá-la no processo.
  • Estilos de vida saudáveis - Promover a adoção de estilos de vida saudáveis:
  • Sintomas de instabilidade psicomotora: ter atenção a sintomas de instabilidade psicomotora nos diferentes contextos da vida.
  • Atividades promotoras do desenvolvimento.
  • Medidas de segurança - recomendações:
    Prevenção de quedas, queimaduras, aspiração de corpo estranho, intoxicações, atropelamento, afogamento;
    Transporte de automóvel - sistemas de retenção no transporte automóvel Grupo I, com a cadeira virada para trás ou Grupo II, com a cadeira virada para a frente.
  • Próximas vacinas:
    • falar sobre as próximas vacinas: DTPaVIP5 e VASPR2.
  • Prescrição farmacológica:
    Paracetamol, com indicação da dose.
    • Vacinas extra-PNV.

Consulta 5 anos

S
  • Intercorrências desde a consulta anterior.
  • Alimentação: frequência das refeições, diversidade alimentar, alergias ou intolerâncias. Avaliar principais erros alimentares.
  • Avaliar trânsito intestinal.
  • Cuidados de higiene diários, incluindo higiene oral.
  • Sono: local onde dorme, nº de horas de sono, rotinas da hora de deitar, despertares nocturnos.
  • Infantário / Pré-escola: adaptação e socialização; valorizar a opinião de outros técnicos; tipo de brincadeiras; amizades.
  • Tempos livres: atividade física e cultural, ocupações em casa.
  • Acidentes e segurança: exposição ao fumo ambiental do tabaco, risco de acidentes domésticos, rodoviários e de lazer.
  • Risco de maus tratos: verificar a existência de sinais de alerta de qualquer tipo de maus tratos.
  • Verificar se realizou o rastreio saúde visual infantil aos 4 anos, registando data e resultado obtido.
  • Calendário vacinal: averiguar o cumprimento do calendário vacinal, definido no PNV, incluindo vacinas extra-PNV.
  • PNV:
    • 2º reforço (5ª dose) da DTPaVIP;
    • 2ª dose da VASPR.
    • Vacinação primária contra Neisseria meningitidis (Bexsero®)
O
  • Avaliação antropométrica: peso, estatura e índice de massa corporal.
  • Avaliação da tensão arterial.
  • Exame físico completo, com especial atenção para:
  • Visão:
    • Exame ocular externo
    • Meios transparentes e reflexo do fundo ocular
    • Posições do olhar
    Reflexo da luz na córnea - Teste de Hirschberg
    Teste de Cover e Cover/Uncover
    Teste de Lang: avaliar a fixação, indicação digital e/ou nomeação de cada um dos elementos.
    • Reflexos pupilares fotomotores: direto e consensual
    Acuidade visual - escala “E” de Snellen
    Visão cromática - imagens de Ishiara
    Campos visuais
    • Ver critérios de referenciação à Oftalmologia
  • Desenvolvimento:
    • Aplicar os itens da Escala de Avaliação do Desenvolvimento de Mary Sheridan modificada para 5 anos.
    • Averiguar a presença de sinais de alarme.
A
  • MANUTENÇÃO DE SAÚDE / MEDICINA PREVENTIVA
P
  • Alimentação:
    • Reforçar necessidade de pequeno-almoço e lanche a meio da manhã.
    Corrigir eventuais erros alimentares.
    • Estimular consumo diário de fruta e vegetais.
  • Higiene oral: reforçar a importância dos cuidados de higiene e saúde oral:
    Escovagem dos dentes 2x/dia, realizada progressivamente pela criança, devidamente supervisionada e auxiliada pelos pais, utilizando uma escova macia com dentífrico fluoretado, equivalente ao tamanho da unha do 5º dedo da mão da criança.
    • Evicção de alimentos cariogénicos.
    • Em caso de cárie dentária deverá ser administrado um comprimido diário de 0,25 mg de fluoreto de sódio.
  • Cheque-dentista - tratamento de dentes temporários com infeção/cárie e de carácter urgente.
  • Sono:
    Nº total de horas diárias = 10 a 13 horas.
    • Medidas da higiene do sono. Ritual de adormecer.
    • Abordar medos; terrores noturnos - 2-5 anos; pesadelos - 3-6 anos; sonambulismo - 4-15 anos.
  • Escola: preparação da entrada para a escola, adaptação ao meio escolar e prevenção do insucesso escolar; postura correta.
  • Tempos livres:
    Leitura: estimular criatividade, hábitos de leitura.
    Atividade física regular: aconselhado dos 5 aos 18 anos - pelo menos 1h/dia.
  • Atividades promotoras do desenvolvimento.
  • Medidas de segurança - recomendações:
    Prevenção de quedas, queimaduras, aspiração de corpo estranho, intoxicações, atropelamento, afogamento;
    Transporte de automóvel - sistemas de retenção no transporte automóvel Grupo I, com a cadeira virada para trás ou Grupo II, com a cadeira virada para a frente.
  • Reações a vacinas: antecipar reações secundárias mais frequentes às vacinas.
  • Prescrição farmacológica:
    Paracetamol, com indicação da dose.
    • Vacinas extra-PNV.

Consulta 6-7 anos

S
  • Intercorrências desde a consulta anterior.
  • Alimentação: frequência das refeições, diversidade alimentar. Avaliar principais erros alimentares.
  • Avaliar trânsito intestinal.
  • Cuidados de higiene diários, incluindo higiene oral.
  • Sono: nº de horas de sono, rotinas da hora de deitar, despertares nocturnos.
  • Escola: adaptação e socialização; valorizar opinião de outros técnicos. Avaliar capacidade aprendizagem da leitura e escrita.
  • Tempos livres: atividade física e cultural, ocupações em casa.
  • Acidentes e segurança: exposição ao fumo ambiental do tabaco, risco de acidentes domésticos, rodoviários e de lazer.
  • Risco de maus tratos: verificar a existência de sinais de alerta de qualquer tipo de maus tratos.
  • Calendário vacinal: averiguar o cumprimento do calendário vacinal, definido no PNV, incluindo vacinas extra-PNV.
  • PNV:
    • Vacinação primária contra Neisseria meningitidis (Bexsero®)
O
  • Avaliação antropométrica: peso, estatura e índice de massa corporal.
  • Avaliação da tensão arterial.
  • Exame físico completo, com especial atenção para:
    Audição:
    • Teste da voz ciciada.
    • Ver Indicadores de Risco para a Surdez.
    Desenvolvimento:
    • Sabe escrever o nome completo.
    • Identifica letras do alfabeto.
    • Gosta da escola.
    • Gosta de livros de histórias.
A
  • MANUTENÇÃO DE SAÚDE / MEDICINA PREVENTIVA
P
  • Alimentação:
    • Reforçar necessidade de pequeno-almoço e lanche a meio da manhã.
    Corrigir eventuais erros alimentares.
    • Estimular consumo diário de fruta e vegetais.
  • Higiene oral: reforçar a importância dos cuidados de higiene e saúde oral:
    Escovagem dos dentes 2x/dia, realizada progressivamente pela criança, devidamente supervisionada e auxiliada pelos pais, utilizando uma escova macia ou média, com dentífrico fluoretado, equivalente ao tamanho da unha do 5º dedo da mão da criança.
    • Evicção de alimentos cariogénicos.
    • Em caso de cárie dentária é possível combinar uma aplicação sistémica e tópica de flúor.
  • Cheque-dentista - verificar a utilização do cheque dentista ou documento de referenciação para higiene oral dos 7 anos e a existência de registos no BSIJ.
  • Sono:
    Nº total de horas diárias = 9 a 12 horas.
    • Medidas da higiene do sono. Ritual de adormecer.
    • Abordar medos; pesadelos - 3-6 anos; sonambulismo - 4-15 anos.
  • Escola:
    Adaptação ao meio escolar e prevenção do insucesso escolar;
    Postura correta.
  • Tempos livres:
    Leitura: estimular criatividade, hábitos de leitura.
    Atividade física regular: aconselhado dos 5 aos 18 anos - pelo menos 1h/dia.
  • Medidas de segurança - recomendações:
    Prevenção de quedas, queimaduras, aspiração de corpo estranho, intoxicações, atropelamento, afogamento;
    Transporte de automóvel - sistemas de retenção no transporte automóvel Grupo II, Grupo III, com a cadeira virada para a frente.
  • Prescrição farmacológica:
    Paracetamol, com indicação da dose.
    • Vacinas extra-PNV, em falta.

Consulta 8 anos

S
  • Intercorrências desde a consulta anterior.
  • Alimentação: frequência das refeições, diversidade alimentar. Avaliar principais erros alimentares.
  • Avaliar trânsito intestinal.
  • Cuidados de higiene diários, incluindo higiene oral.
  • Sono: nº de horas de sono, rotinas da hora de deitar, despertares nocturnos.
  • Escola: adaptação e socialização; valorizar opinião de outros técnicos. Avaliar dificuldades de aprendizagem.
  • Tempos livres: atividade física e cultural, ocupações em casa.
  • Acidentes e segurança: exposição ao fumo ambiental do tabaco, risco de acidentes domésticos, rodoviários e de lazer.
  • Risco de maus tratos: verificar a existência de sinais de alerta de qualquer tipo de maus tratos.
  • Calendário vacinal: averiguar o cumprimento do calendário vacinal, definido no PNV, incluindo vacinas extra-PNV.
  • PNV:
    • Vacinação primária contra Neisseria meningitidis (Bexsero®)
O
  • Avaliação antropométrica: peso, estatura e índice de massa corporal.
  • Avaliação da tensão arterial.
  • Exame físico completo, com especial atenção para:
    Audição:
    • Teste da voz ciciada.
    • Ver Indicadores de Risco para a Surdez.
    Desenvolvimento:
    • Sabe escrever o nome completo.
    • Identifica letras do alfabeto.
    • Gosta da escola.
    • Gosta de livros de histórias.
A
  • MANUTENÇÃO DE SAÚDE / MEDICINA PREVENTIVA
P
  • Alimentação:
    • Reforçar necessidade de pequeno-almoço e lanche a meio da manhã.
    Corrigir eventuais erros alimentares.
    • Estimular consumo diário de fruta e vegetais.
  • Higiene oral: reforçar a importância dos cuidados de higiene e saúde oral:
    Escovagem dos dentes 2x/dia, realizada progressivamente pela criança, devidamente supervisionada e auxiliada pelos pais, utilizando uma escova macia ou média, com dentífrico fluoretado, equivalente ao tamanho da unha do 5º dedo da mão da criança.
    • Introdução ao uso da fita dentária.
    • Evicção de alimentos cariogénicos.
    • Em caso de cárie dentária é possível combinar uma aplicação sistémica e tópica de flúor.
  • Cheque-dentista - desde que tenham usado os cheques aos 7 anos, poderão tratar 2 cáries nos dentes permanentes.
  • Sono:
    Nº total de horas diárias = 9 a 12 horas.
    • Medidas da higiene do sono. Ritual de adormecer.
    • Abordar sonambulismo - 4-15 anos.
  • Escola:
    Adaptação ao meio escolar e prevenção do insucesso escolar;
    Postura correta.
  • Tempos livres:
    Leitura: estimular criatividade, hábitos de leitura.
    Atividade física regular: aconselhado dos 5 aos 18 anos - pelo menos 1h/dia.
  • Medidas de segurança - recomendações:
    Prevenção de quedas, queimaduras, aspiração de corpo estranho, intoxicações, atropelamento, afogamento;
    Transporte de automóvel - sistemas de retenção no transporte automóvel Grupo III, com a cadeira virada para a frente.

Consulta 10 anos

S
  • Intercorrências desde a consulta anterior.
  • Home: agregado familiar ou representantes legais, dinâmica familiar, quarto e privacidade, discussão e possibilidade de desabafo com os pais.
  • Education: ano de escolaridade, desempenho escolar, disciplinas que mais e menos gosta e porquê.
  • Activities: atividades extra-curriculares, tempos livres e fins de semana e noite. Melhores amigos, redes sociais e grupos de pertença.
  • Drugs: consumo de álcool , tabaco, medicamentos e drogas de abuso - riscos e efeito potenciador de violência e acidentes.
  • Sexual activity/identity: atração pelo sexo feminino ou masculino; namoro.
  • Suicide/depression: sintomas anteriores de patologia depressiva, duração, ideação suicida ou autoagressividade.
  • Safety: sensação anterior de insegurança, contexto, duração. Exposição ao fumo ambiental do tabaco em casa/automóvel. Risco de acidentes domésticos, rodoviários e de lazer.
  • Alimentação: frequência das refeições, diversidade alimentar. dia “tipo”.
  • Saúde oral: frequência diária e horário.
  • Sono: quantidade, qualidade, ritmo.
  • Risco de maus tratos: verificar a existência de sinais de alerta de qualquer tipo de maus tratos.
  • Calendário vacinal: averiguar o cumprimento do calendário vacinal, definido no PNV.
  • PNV:
    • 1ª reforço da Td.
    • Vacinação contra infeções pelo Vírus do Papiloma Humano de 9 genótipos - HPV9:
       - 2 doses, esquema 0 e 6 meses, administradas a rapazes e raparigas.
O
  • Avaliação antropométrica: peso, estatura e índice de massa corporal.
  • Avaliação da tensão arterial.
  • Exame físico completo, com especial atenção para:
    Pele: acne e hirsutismo.
    Estadio de Tanner: Menarca; Espermarca; Alterações da voz; Acne.
    Visão:
    • Exame ocular externo
    • Meios transparentes e reflexo do fundo ocular
    • Posições do olhar
    Reflexo da luz na córnea - Teste de Hirschberg
    Teste de Cover e Cover/Uncover
    Estereópsia: estereoteste polarizado de Wirt‐Titmus ou teste da mosca
    • Reflexos pupilares fotomotores: direto e consensual
    Acuidade visual - escala “E” de Snellen
    Visão cromática - imagens de Ishiara
    Campos visuais
    • Ver critérios de referenciação à Oftalmologia
A
  • MANUTENÇÃO DE SAÚDE / MEDICINA PREVENTIVA
P
  • Alimentação: promoção de alimentação saudável:
    Adequação à fase de crescimento e atividade; avaliar regimes restritivos.
    • Reforço de alimentação polifraccionada, com consumo regular legumes e fruta.
  • Higiene oral: reforçar a importância dos cuidados de higiene e saúde oral:
    Escovagem dos dentes 2x/dia, utilizando uma escova macia ou média, com dentífrico fluoretado. Uso da fita dentária.
    • Evicção de alimentos cariogénicos.
    • Em caso de cárie dentária é possível combinar uma aplicação sistémica e tópica de flúor.
    Cheque-dentista - verificar a utilização do cheque dentista ou documento de referenciação para higiene oral dos 10 anos e a existência de registos no BSIJ.
  • Sono:
    Nº total de horas diárias = 9 a 12 horas.
    • Medidas da higiene do sono.
    • Abordar sonambulismo - 4-15 anos.
  • Escola:
    Adaptação ao meio escolar e prevenção do insucesso escolar;
    Postura correta.
  • Atividade física regular: promover aatividade física regular - aconselhado dos 5 aos 18 anos - pelo menos 1h/dia. Desaconselhar suplementos energéticos e anabolizantes. Abordar a vigorexia.
  • Utilização dos media digitais: os pais deverão estabelecer regras e limites, de forma a não ocuparem o tempo de atividade física, interação social ou sono.
  • Promoção do desenvolvimento psicoafetivo e social:
    Autonomização progressiva e afirmação da identidade;
    Aquisição de capacidades cognitivas, de novos interesses intelectuais;
    Capacidade de gestão de problemas, conflitos e atividades quotidianas.
  • Medidas de segurança - recomendações:
    Prevenção de quedas, queimaduras, aspiração de corpo estranho, intoxicações, atropelamento, afogamento;
    Transporte de automóvel - sistemas de retenção no transporte automóvel Grupo III, com a cadeira virada para a frente.

Consulta 12-13 anos

S
  • Intercorrências desde a consulta anterior.
  • Home: agregado familiar ou representantes legais, dinâmica familiar, quarto e privacidade, discussão e possibilidade de desabafo com os pais.
  • Education: ano de escolaridade, desempenho escolar, disciplinas que mais e menos gosta e porquê.
  • Activities: atividades extra-curriculares, tempos livres e fins de semana e noite. Melhores amigos, redes sociais e grupos de pertença.
  • Drugs: consumo de álcool , tabaco, medicamentos e drogas de abuso - riscos e efeito potenciador de violência e acidentes.
  • Sexual activity/identity: género, atração pelo sexo feminino ou masculino; relações íntimas.
  • Suicide/depression: sintomas anteriores de patologia depressiva, duração, ideação suicida ou autoagressividade.
  • Safety: sensação anterior de insegurança, contexto, duração. Exposição ao fumo ambiental do tabaco em casa/automóvel. Segurança rodoviária, atividades de lazer, atividades recreativas noturnas, desportos.
  • Alimentação: frequência das refeições, diversidade alimentar. dia “tipo”.
  • Saúde oral: frequência diária e horário.
  • Sono: quantidade, qualidade, ritmo.
  • Risco de maus tratos: verificar a existência de sinais de alerta de qualquer tipo de maus tratos.
O
  • Avaliação antropométrica: peso, estatura e índice de massa corporal.
  • Avaliação da tensão arterial.
  • Exame físico completo, com especial atenção para:
    Pele: acne e hirsutismo.
    Estadio de Tanner: Menarca; Espermarca; Alterações da voz; Acne.
A
  • MANUTENÇÃO DE SAÚDE / MEDICINA PREVENTIVA
P
  • Alimentação: promoção de alimentação saudável:
    Adequação à fase de crescimento e atividade; avaliar regimes restritivos.
    • Reforço de alimentação polifraccionada, com consumo regular legumes e fruta.
  • Higiene oral: reforçar a importância dos cuidados de higiene e saúde oral:
    Escovagem dos dentes 2x/dia, utilizando uma escova macia ou média, com dentífrico fluoretado. Uso da fita dentária.
    • Evicção de alimentos cariogénicos.
    • Em caso de cárie dentária é possível combinar uma aplicação sistémica e tópica de flúor.
    Cheque-dentista Intermédio - desde que tenham usado os cheques aos 7 e aos 10 anos, poderão tratar aos 11 e 12 anos 2 cáries nos dentes permanentes.
    Cheque-dentista - verificar a utilização do cheque dentista ou documento de referenciação para higiene oral dos 13 anos e a existência de registos no BSIJ.
  • Reforço dos cuidados de higiene diária.
  • Sono:
    Nº total de horas diárias = 8 a 10 horas.
    • Medidas da higiene do sono.
    • Abordar sonambulismo - 4-15 anos.
  • Escola:
    Adaptação ao meio escolar e prevenção do insucesso escolar;
    Postura correta.
  • Atividade física regular: promover aatividade física regular - aconselhado dos 5 aos 18 anos - pelo menos 1h/dia. Desaconselhar suplementos energéticos e anabolizantes. Abordar a vigorexia.
  • Utilização dos media digitais: os pais deverão estabelecer regras e limites, de forma a não ocuparem o tempo de atividade física, interação social ou sono.
  • Promoção do desenvolvimento psicoafetivo e social:
    Autonomização progressiva e afirmação da identidade;
    Aquisição de capacidades cognitivas, de novos interesses intelectuais;
    Capacidade de gestão de problemas, conflitos e atividades quotidianas.
    Redefinição das formas de relação com a família e amigos.
    • Desenvolvimento de ideais e de sistema de valores éticos e morais.
  • Abordar o risco de consumo de álcool, tabaco e drogas , tabaco, medicamentos e drogas de abuso - riscos e efeito potenciador de violência e acidentes.
  • Rastreio de dislipidemia, anemia e ferropenia, atendendo aos hábitos alimentares, IMC e padrão menstrual.
  • Medidas de segurança - recomendações:
    Prevenção de quedas, queimaduras, aspiração de corpo estranho, intoxicações, atropelamento, afogamento;
    Transporte de automóvel - sistemas de retenção no transporte automóvel Grupo III, com a cadeira virada para a frente.

Consulta 15-18 anos

S
  • Intercorrências desde a consulta anterior.
  • Home: agregado familiar ou representantes legais, dinâmica familiar, quarto e privacidade, discussão e possibilidade de desabafo com os pais.
  • Education: ano de escolaridade, desempenho escolar, disciplinas que mais e menos gosta e porquê.
  • Activities: atividades extra-curriculares, tempos livres e fins de semana e noite. Melhores amigos, redes sociais e grupos de pertença.
  • Drugs: consumo de álcool , tabaco, medicamentos e drogas de abuso - riscos e efeito potenciador de violência e acidentes.
  • Sexual activity/identity: género, atração pelo sexo feminino ou masculino; relações íntimas.
  • Suicide/depression: sintomas anteriores de patologia depressiva, duração, ideação suicida ou autoagressividade.
  • Safety: sensação anterior de insegurança, contexto, duração. Exposição ao fumo ambiental do tabaco em casa/automóvel. Segurança rodoviária, atividades de lazer, atividades recreativas noturnas, desportos. Trabalho, mobbying, assédio sexual.
  • Alimentação: frequência das refeições, diversidade alimentar. dia “tipo”.
  • Saúde oral: frequência diária e horário.
  • Sono: quantidade, qualidade, ritmo.
  • Risco de maus tratos: verificar a existência de sinais de alerta de qualquer tipo de maus tratos.
A
  • MANUTENÇÃO DE SAÚDE / MEDICINA PREVENTIVA
O
  • Avaliação antropométrica: peso, estatura e índice de massa corporal.
  • Avaliação da tensão arterial.
  • Exame físico completo, com especial atenção para:
    Pele: acne e hirsutismo.
    Estadio de Tanner: Menarca; Espermarca; Alterações da voz; Acne.
P
  • Alimentação: promoção de alimentação saudável:
    Adequação à fase de crescimento e atividade; avaliar regimes restritivos.
    • Reforço de alimentação polifraccionada, com consumo regular legumes e fruta.
  • Higiene oral: reforçar a importância dos cuidados de higiene e saúde oral:
    Escovagem dos dentes 2x/dia, utilizando uma escova macia ou média, com dentífrico fluoretado. Uso da fita dentária.
    • Em caso de cárie dentária é possível combinar uma aplicação sistémica e tópica de flúor.
    Cheque-dentista Intermédio - desde que tenham usado os cheques aos 7, 10 e 13 anos, poderão tratar aos 14 e 15 anos 2 cáries nos dentes permanentes.
  • Reforço dos cuidados de higiene diária.
  • Sono:
    Nº total de horas diárias = 8 a 10 horas.
    • Medidas da higiene do sono.
  • Atividade física regular: promover aatividade física regular - aconselhado dos 5 aos 18 anos - pelo menos 1h/dia. Desaconselhar suplementos energéticos e anabolizantes. Abordar a vigorexia.
  • Promoção do desenvolvimento psicoafetivo e social:
    • Capacidade de estabelecimento de relações diádicas.
  • Vida sexual:
    Aconselhamento de práticas sexuais responsáveis e seguras.
    Esclarecimento de dúvidas e conversar sobre a importância do afeto e do prazer nas relações amorosas.
    Alertar sobre situações de risco para abuso e/ou exploração sexual.
  • Abordar consumos de risco/nocivos alertando para os potenciais riscos e identificando os adolescentes com necessidade de acompanhamento mais especializado – referenciar a consulta hospitalar.
  • Rastreio de dislipidemia, anemia e ferropenia, atendendo aos hábitos alimentares, IMC e padrão menstrual.
Referências:
  1. Joana Silva, Lígia Massena, Marta Pinheiro, Ana M. Carvalho, Ângela Teixeira. Manual de Saúde Infantil e Juvenil. ACeS Espinho/Gaia e CH de entre o Douro e Vouga. Setembro de 2018.
  2. Outras Referências Bibliográficas